quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Dura Realidade...

O QUE UM FOTÓGRAFO FAZ:

[clique para ampliar]



Pensa que qualquer 150 reais tá bom? Rsrs..

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lomografia

Considerada um modo de vida, a Lomografia e as suas máquinas Lomo com lentes de plástico constituem uma comunidade internacional de seguidores, tendo originado a Sociedade Lomográfica Internacional.
Os seguidores da Lomografia, os lomógrafos, convivem com um conjunto de 10 regras básicas, uma das quais dita que «não te preocupes com quaisquer regras

A Lomo é uma câmera automática, de alta sensibilidade, capaz de capturar cor e movimento sem necessidade de flash e sem deformação.
Existem vários modelos de Lomo, dependendo do efeito que produzem nas fotografias, sendo os mais conhecidos a LC-A, Diana, Holga, Fish-Eye, assim como vários acessórios complementares a cada uma delas.



As máquinas Lomo tornaram-se objectos de culto e a Lomografia constituiu-se como um modo de vida, tendo subjacente um conjunto de 10 regras básicas adoptadas pelos lomógrafos, originando um movimento cultural cujos princípios são partilhados por todos:
1. Leva a tua Lomo onde quer que vás;
2. Fotografa a qualquer hora do dia ou da noite;
3. A Lomografia não interfere na tua vida, é parte dela;
4. Aproxima-te o mais possível do objecto a ser fotografado;
5. Não olhes pelo visor;
6. Não penses;
7. Sê rápido;
8. Não precisas saber com antecedência o que fotografaste;
9. Nem depois;
10. Não te preocupes com quaisquer regras.


Fonte: http://obviousmag.org/archives/2010/07/uma_breve_historia_da_lomografia.html

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Inútil

Faça sua balada.
Digite ' pv zk bschk pv zk pv bschk zk pv zk bschk pv zk pv bschk zk bschk pv bschk bschk pv kkkkkkkkkk bschk pv zk bschk pv zk pv bschk zk pv zk bschk pv zk pv bschk zk' no tradutor do google, peça para traduzir para o alemão, e coloque para ouvir.

PRONTO O/

December

Geente, mas já acabou o ano, como assim, que rápido O_O
Esse ano o DF evolui pra caramba, com novo lay do lindo Faáh Leal, eu consegui escrever todos os meses, e consegui vários seguidores *-*
Esse ano foi LINDO, espero que ano que vem seja mais lindo ainda, tenho muitos planos e sei que vai dar tudo certo :D
Agora pro fim do mês vou viajar pra casa do Jai, meuamorlindo, vou virar o ano lá e só volto no meio de janeiro, com muuita coisa pra contar o/
Espero ano que vem dar uma repaginada no DF, criar mais funcionalidades pra facilitar o acesso, postar muuuito mais (se a rotina me permitir -corrida pro vestibular) e melhorar para vocês, adoradores desses rugidos tão pessoais. Graawr.
Obrigada pelos comentários, pelas visitas, por tudo, eu amo vocês demais (L
Beijos e até o ano que vem.
Doçura Feroz.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Pois é.

Acreditar é mais fácil do que pensar. Daí existem muito mais crentes do que pensadores.
Bruce Calvert

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Por nada.

Eu amo você mesmo.

SILVEIRA, J. L. (Homo) sexualidade: percepções de adolescentes gays. Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Psicologia, Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS, 2010.


ORGULHO IMENSO!

“Quando eu penso em alguém só penso em você...” ♫

De novo.

Se eu casar eu vou ter que ser batizada, me 'tornarei católica', portanto, não pretendo me batizar.
Mas ele precisa casar na igreja, e eu para me csar na igreja, preciso me batizar.
Ou seja, não nos casaremos.

Sabe qual é o grande problema nisso tudo?

Eu não consigo viver sem ele e sua fé, exatamente do jeito que ele é.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Violência Sexual

É importante saber que existem distinções entre as categorias de violência sexual: abuso e exploração. As causas, a manifestação, as possibilidades de intervenção, a legislação e as formas de atendimento se diferenciam nos dois casos.

ABUSO SEXUAL: Situação em que o adulto submete a criança ou adolescente, com ou sem consentimento, a atos ou jogos sexuais, com a finalidade de se estimular ou de se satisfazer, impondo-se pela força física, ameaça ou pela sedução, com palavras ou com ofertas e presentes.

O abuso, violência e a exploração sexual de meninos(as) e adolescentes são crimes enquadrados penalmente como corrupção de menores e atentado violento ao pudor - quando o agressor usa violência física ou faz grave ameaça.

EXPLORAÇÃO SEXUAL: É o ato ou jogo sexual em que a criança ou o adolescente é utilizado para fins comerciais por meio de relação sexual, atos libidinosos, indução à participação em shows eróticos, fotografias, filmes pornográficos, prostituição e imagens na Internet.

TURISMO SEXUAL: É a exploração sexual de crianças e adolescentes por turistas, em geral procedentes de países desenvolvidos, ou do próprio país. A exploração sexual envolve a cumplicidade, por ação direta ou omissão, de agências de viagens, guias turísticos, hotéis, bares e lanchonetes, barracas de praia, taxistas, prostíbulos, casas de massagens, além da tradicional cafetinagem.

Muitas vítimas integram as "atrações" dos pacotes turísticos e alguns hotéis oferecem meninas para esse fim. O trabalho da polícia revela que, ao contrário do que se pensava, o turista não constitui a maioria dos clientes, e sim, os próprios brasileiros.

TRÁFICO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: De acordo com o Código Penal Brasileiro, o tráfico é a promoção da entrada, no território nacional, de mulher que neste venha a exercer a prostituição, ou a saída de mulher uq evá exercê-la no estrangeiro, sendo a vítima maior de 14 e menor de 18 anos (Art. 231).

No Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o tráfico se caracteriza pela saída da criança da cidade onde reside desacompanhada dos pais ou responsável, sem expressa autorização judicial ou a saída de crianças e adolescentes para fora do território nacional sem prévia autorização judicial (ECA Art. 83,84,85).

PORNOGRAFIA INFANTIL: Consiste na exposição sexual de imagens de crianças e adolescentes, incluindo fotografias de sexo explícito, negativos de foto, projeções, filmes, vídeos e discos de computadores.

Autoridades norte-americanas acreditam que o mercado mundial da pornografia infantil movimenta, por ano, de US$ 2 bilhões a US$ 3 bilhões, ou seja, a Internet é só mais um meio de espalhar o material pornográfico.

A pornografia infantil é considerada exploração sexual, e de acordo com o texto da lei, quem produzir ou dirigir representação teatral, televisiva ou película cinematográfica, utilizando-se de criança ou adolescente em cena de sexo explícito ou pornográfica fica na cadeia por no mínimo quatro anos, além de pagar multa.

Quem contracenar, fotografar ou publicar alguma cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente também é punido com quatro anos de prisão.A pessoa que comete o crime de pornografia infantil não é necessariamente um pedófilo, pode ser um abusador casual.

Já a pedofilia é um comportamento psicopatológico de caráter sexual, ou seja, o indivíduo tem uma doença cujo sintoma é a preferência sexual por crianças. Não se detecta a patologia até que ela se manifeste, que pode ser como estupro, atentado violento ao pudor, sedução, corrupção de menores e exploração sexual.

AGRESSORES: Existem distinções entre as categorias de agressores sexuais. O perfil de quem pratica o Abuso é diferente de quem comete a Exloração Sexual, mas nos dois casos, eles são considerados criminosos.

ABUSADOR: O abuso sexual da criança e predominantemente praticado por adultos do sexo masculino. Esses agressores podem ser encontrados em todos os níveis sócio econômicos, religiosos e étnicos. São pessoas geralmente bem relacionadas e bem vistas em seus ambientes sociais e estimadas pelas crianças e pelos adolescentes.

O perfil do abusador sexual é pouco definido, mas sabe-se que em 90% dos casos a criança é abusada por alguém que ela conhece, e na maioria das vezes, a criança fica calada, com medo da represália do adulto. Dados da ABRAPIA apontam que o abuso intrafamiliar corresponde a 52% dos casos, e o criminoso costuma ser, em ordem, o pai biológico, o padrasto, tios, avôs e irmãos.

A maioria dos casos é descoberta por outro indivíduo adulto, que fica sem saber como lidar com a situação, enquanto as crianças sofrem pelo resto de suas vidas, com dificuldades sexuais ou emocionais.

Juridicamente, é considerado abuso desde o voyeurismo, carícias inadequadas até atos sexuais, em outras palavras, estupro. A lei 8.072, de 1990, caracterizou o estupro e o atentado violento ao pudor como crimes gravíssimos (hediondos), onde o criminoso não têm direito a fiança, indulto ou diminuição de pena por bom comportamento.

EXPLORADOR SEXUAL: Geralmente é alguém que visa o lucro financeiro, vendendo o sexo ou as imagens das vítimas. Além de ser considerado comerciante ilegal, pode ser também agressor sexual - circunstancial ou pedófilo - ou mesmo sociopata.

É a prostituição de crianças e adolescentes, onde todos envolvidos são exploradores, até o cliente, intermediários, ou facilitadores. E mais: as meninas exploradas comercialmente são excluídas dos valores sociais e culturais, por isso não são prostitutas, mas prostituídas.

A UNICEF estima que cerca de 500 mil brasileiras, entre 7 e 14 anos, estão prostituídas. Elas têm origem pobre e são levadas por adultos a vender o corpo como forma de sobrevivência.

Muitas vezes, os próprios pais são omissos, pois o que as meninas ganham complementa a renda familiar. A situação às vezes chega a ser deplorável, como casos registrados em Rondônia, de crianças que se prostituíam por um sorvete, ou uma cocada.O agenciamento de crianças ocorre em vários Estados, e às vezes as meninas são traficadas como mercadoria para outros países.

-----------------------------------

A sexualidade é parte de todo ser humano, independente da idade. Crianças da mesma faixa etária apresentam comportamentos e hábitos sexuais parecidos, e para desenvolvê-los de forma saudável, é preciso seguir etapas.

A criança tem esse direito, e o adulto tem o dever de assegurá-lo.Quando a criança vivencia ou conhece atividades sexuais inadequadas para sua idade, seu desenvolvimento pode tornar-se problemático. A situação torna-se mais grave quando o desenvolvimento de uma criança é interrompido por atos de violência, sedução ou coerção.

A agressão contra crianças e adolescentes tem vários nomes. Pode ser agressão física ou verbal. Ou então negligência, que é quando o responsável se nega a fornecer à criança itens básicos para sua sobrevivência, como comida, casa ou educação.

Ainda há a violência sexual, que se manifesta nas formas de exploração sexual comercial (ou prostituição infantil), abuso sexual, pornografia e pedofilia.

Estatísticas sobre abuso infantil são difíceis de conseguir, e muitas vezes imprecisas. A maior parte desses crimes não chega ao conhecimento das autoridades, pois sendo a vítima uma criança, ela tem pouca ou nenhuma capacidade de resistência.

Segundo o Laboratório de Estudos da Criança (LACRI), da Universidade de São Paulo, apenas 2% dos casos ocorridos dentro das famílias são denunciados à polícia.

Uma pesquisa feita por entidades que trabalham em parceria com o Ministério da Justiça mostra que a cada oito minutos uma criança brasileira é vítima de abuso sexual, isso totaliza 60 mil crianças por ano, sendo que 80% das vítimas são meninas entre 2 e 10 anos.

Cito novamente que o perfil do criminoso não é preciso, ele pode ser tanto um agressor sexual circunstancial, um sociopata ou pedófilo. Cada agressor pode executar um ou mais crimes de uma vez, já que exploração sexual comercial é diferente de abuso, que por sua vez, não é a mesma coisa que pedofilia.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Como enlouquecer um fotógrafo


1- Convide
Convide-o para o seu aniversário e diga para ele “aproveitar” e levar a câmera para fazer umas fotinhos da galera. Amigo que fotografa bem, sem a câmera é meio amigo, então aproveite a amizade. Só assim você poderá ter fotos incríveis sem precisar contratar ninguém. Caso ele não possa ir em seu aniversário peça a câmera emprestada, afinal ele é seu amigo ou não é?

2- Reprove
Depois dele tirar uma foto sua numa festa, peça para ver a foto dele e reprove umas 15 vezes dizendo: “Ah, eu estou feia, tira outra?”, “Ah não gosto desse ângulo, tira outra?”, “Ah, fiquei gorda, tira outra?”, “Ah meu, saí com uma espinha!!, tira outra?”… reprovando as fotos ele pode ficar ali a noite toda fazendo um book só seu!
Outra dica é dirigí-lo e ensiná-lo. Diga para ele “não é assim, é assado” e mande-o fazer o ângulo que você quer, afinal não tem nada demais limitar a criatividade dele.

3- Elogie
Depois de ver uma foto sensacional que só um bom fotógrafo pode fazer, diga a ele que A CÂMERA é demais, que hoje em dia as câmeras tem uma super tecnologia e uma super lente. Nunca elogie o olhar dele. Sempre repita: “Essa câmera é foda”, afinal essas câmeras já fazem tudo!

4- Desconcentre-o
Quando ele estiver trabalhando e tentando clicar aquele momento, puxe papo com ele, ou então fique entrando bem na frente, a todo momento.

5- Peça um favor
Seu amigo acabou de trocar a câmera profissional e ele precisa treinar com a nova. Então chegou a hora de realizar as fotos do Book dos seus sonhos! Pronto, é hora de pedir aquele “favor” e fazer as fotos “di grátis” sem precisar contratar ninguém.

6- Peça as fotos!
Em uma festa que ele esteja fotografando, interrompa-o e peça pra ele te mandar as fotos em que você saiu. Caso ele seja gentil e lhe peça um papel com endereço de e-mail, diga que não tem como anotar, então peça para ele mesmo anotar o seu e-mail. Lembre também que você PRECISA atualizar o seu orkut e facebook.
Se ele demorar um dia para mandar, cobre uma, duas, três vezes até vencê-lo pelo cansaço.

7- Créditos
Caso ele tenha feito as fotos pra você ou lhe mandou gentilmente as fotos depois daquele evento, nem precisa se preocupar com os créditos. Dar créditos só por causa da troca de um favor? Fala sério!. E ainda, se ele mandar as fotos com o crédito na foto, apague. Fica feio o nome de uma pessoa numa foto que você vai colocar no orkut.

8- Copie
Use a foto dele (você pode copiar do Flickr!) para fazer aquele catálogo ou banner da sua empresa, afinal dificilmente ele vai descobrir que a sua loja, conhecida somente na região será vista por ele.

9- Desvalorize
Quando você pedir um orçamento de um Job e ele cobrar o preço que eles normalmente cobram, diga a ele que está caro, que seu sobrinho também tem “câmera digital” e poderia fazer até de graça. Diga ainda que hoje é muito mais fácil, é só clicar e baixar as fotos, que não tem custo algum. Afinal de contas não é como antigamente, em que o fotógrafo tinha que gastar para ampliar e revelar o filme. Hoje é tudo digital, não custa nada. Sem falar que este job pode servir de “portfólio” para ele!

10- Faça pose
Quando estiver naquele ambiente descontraído seja o único a fazer pose, sem ele pedir, olhe e fique sorrindo para a câmera. E para ajudar, saia em todas as fotos que puder. Se ele for fotografar uma só pessoa, entre na foto! se for só um casal de namorados, entre na foto! se for só a turma do ano passado da faculdade, não a sua, não faz mal, entre na foto!!!. O importante é sair em todas!

11- Critique
É engraçado, tem fotógrafo que gosta de fotografar mesmo nas horas de diversão. Neste caso, quando ver um amigo fotografando num churrasco ou numa festa por vontade própria, diga pra ele largar a câmera, que ele parece japonês!
Quando ele estiver pirando naquelas posições contorcionistas só para pegar um detalhe besta daquela gota de orvalho numa folha, fala pra ele: “Para de ficar se matando aí, vem tirar uma foto da gente”!
Aliás, esta é uma boa hora para aproveitar que ele está no lazer e pedir pra ele tirar fotos daquele seu vaso de plantas, do seu cachorro, do seu carro, do seu filho… Pô, já que tá com a câmera não custa aproveitar e tirar umas fotos pra você, né? (não esquece de pedir para ele te mandar no dia seguinte)

12- Pegue na câmera
Assim que ele tirar uma foto sua, puxe a câmera para ver como ficou a foto, como aqueles entrevistados que costumam pegar no microfone do repórter, manja?
Ou então se o fotógrafo te pedir para você tirar uma foto com a câmera dele, você pode fazer duas coisas que vai deixá-lo loco: Use aquela sua mão que está cheia de gordura da coxa do frango que você acabou de comer colocando o dedo preferencialmente na lente.
Outra dica é nunca usar a alça que evita a queda acidental do equipamento. Caso ele peça para você colocar a alça, diga que não precisa, que você é cuidadoso (a).

Seguindo esses passos você só não irá levá-lo a beira de um ataque de nervos se ele for um Buda.


Texto do ''http://magelstudio.com.br/2009/12/22/como-enlouquecer-um-fotografo/''

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

não é TPM

mas eu tô cansade, de tanto fazer trabalho e só pensar nisso.
tô triste com a porra da minha psicóloga, e por brigar.
tô carente do meu namorado, vai fazer 1 mês que não nos vemos, e sei que ele tá super ocupado e não pode ficar de fricofrico.
mas eu tô triste mesmo.
tô cheia de ver os mesmo programas de TV a noite, lavar a louça e discutir com a minha irmã.
odeio rotina.
quero um assunto, quero algo agitado, quero comentar.
cansei de entrar na net, não tem um cristão no MSN, só ficar no Orkut/twitter.
tô cansada de ler coisas sobre a Dilma e coisas (R).
alguém por favor, me dá uma palavra boa de ânimo?

PS: esse post será apagado quando eu achar necessário e não estou ligando para a sua opinião, o blog é meu e eu posto que eu bem entender.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Dalva.

Quem disse que nora odeia sogra e vice versa? Hunf!
Hoje é o dia dela e eu sinto que tenho a obrigação de lhe passar, pelos meios possíveis, uma mensagem, de alegria, de agradecimento, e de felicidades :D
Sogrinha linda, hoje você completa mais um ano de vida, eba \o/
Como a senhora irá perceber neste, sou péssima em escrever mensagem de aniversário, mas espero mesmo que goste.
Sabe mesmo o quanto eu a considero uma pessoa especial e importante, o quanto a admiro por sua força e garra, e sei que mereçe todos os méritos por sua luta.
Agradeço por sempre me receber em sua casa como parte da familia e me tratar com tanto carinho, sempre me ensinando algo diferente em cada viagem.
Apesar das adversidades, sei que a senhora sempre arranja um motivo para poder seguir em frente e de cabeça erguida.
Fico orgulhosa de poder estar aqui lhe escrevendo isso, pois me sinto próxima da senhora de tantas formas que se não o fizesse, me daria uma bronca U_U

Espero que siga sempre assim, forte, linda, com muita felicidade e saúde, que é o que interessa.
Amo muito a senhora, muito muito, quando for praí, levo um presentinho :*
Beijos da sua nora urbana/
Amanda.

sábado, 30 de outubro de 2010

Quem sabe?

Ninguém me preparou para esse momento. Será que as notas serão suficientes? Sabe direitinho quando tem que entregar todos os trabalhos? Não sabe, não serve, você não é uma boa aluna.
Não sabia de toda a pressão em cima de uma prova de bolsa, em cima de uma escolha para toda a vida. E todos repetem a mesma coisa: você vai conseguir.
Será que eles tem certeza, como se fosse uma previsão coletiva, ou simplismente depositam a sua fé em mim, e se eu não conseguir, decepcionarei a todos?
Porque não posso pegar um minuto e falar '' PAREM TODOS VOCÊS! Não quero saber de escola, de faculdade, de prova, de último ano! Eu quero que fique tudo bem, por um segundo, só um pouco.''
Tenho ciência que não estou preparada para tudo isso, e que não tenho tempo para me preparar. Minha escola é um lixo, e é um agravante, como se fosse mais uma pessoa dizzendo ''vai, você precisa se esforçar mais ainda ''
Será que não dava pra avançar no tempo e pular esse nervosismo absurdo, e já entrar logo na faculdade? Pra que tantas provas, tantas dúvidas, tanto sofrimento inútil...
Eu só tenho medo. De não conseguir, de me decpcionar, e aos outros, estragar o plano da minha vida. O que eu vou fazer? Aguentar.
Ninguém disse que ia ser fácil mesmo.

Psicanalista

É uma linha lógica. Viver cuidando de uma mãe doente me fez assim, cuidadosa e preocupada com os outros. Talvez o fato de ter sofrido certo abandono e humilhações na infância fizeram com que eu não me preocupasse comigo. Que eu tenha me desvalorizado. Sei que pra você há relação entre todos esses fatos ocorridos na minha vida, com a minha infância inclusive o fato de eu ter entrado em uma ONG, escolher cursar psicologia, etc.

Em minha opinião, eu entrei em uma ONG porque queria me encontrar. Cuidar de mim. Precisava de informação, saber se o que sentia era certo. E descobri a Bruna. Com ela percebi que precisava ajudar. Ela sofreu muito, e eu sempre a amei demais, e ainda amo. E na possibilidade de fazer mais, porque não fazer? Eu poderia não fazer nada, e ir estudar. Mas eu queria mais, eu queria conhecer como era tudo aquilo, queria fazer parte daquilo.

Dedicando-me a isso, meu rendimento escolar caiu. Mas eu estava feliz. Eu conheci o amor da minha vida, e ele me mostrou outros ângulos da coisa. Eu precisa me enxergar. Desde o começo eu pensei que não poderia cruzar o limite de sua família, que seria sempre ‘’a namorada dele’’ e nunca ‘’a nora’’, ‘’a cunhada’’, ou ‘’a tia’’. Mas eu consegui, eu os conquistei, como eles a mim, e eu sinto uma felicidade enorme, em de certa forma, fazer parte da família. Eles me tratam assim e eu me sinto assim. E nada, nada muda isso, porque eu sei a maravilha que é ser chamada de Tia Amanda. E eu posso ficar uma semana inteira com ela fazendo mamadeira e dando banho, porque eu gosto de fazer isso. E não me importo, porque me faz feliz.

E eu sei o que eu quero fazer da minha vida. Eu sei que ano que vem estarei em um cursinho debatendo faculdades e profissões. Porque eu quero o melhor pra mim, e se eu puder entrar em uma boa faculdade pra ter uma ótima profissão, maravilha.

Se for psicologia, ótimo, eu adoro poder compartilhar experiências, aprender com elas, e assim, poder ver como melhorar em conjunto. Eu adoro as pessoas, e talvez seja mesmo porque eu cresci cuidadosa e preocupada. Talvez eu deva mesmo me preocupar mais comigo. Mas eu só espero poder continuar exatamente desse jeito.

sábado, 23 de outubro de 2010

Futuro.

Hoje, como todo sábado, fui almoçar com minha 'familia'. Minha mãe e eu fomos a um restaurante self-service e enquanto estávamos comendo, em um silêncio irritante, reparei na mesa ao lado.
Havia um jovem casal, por volta de seus 30 anos, com a filha, talvez um ano de idade.
Ela brincava com a menina enquanto ele ia buscar a comida, reparei que ela tinha lindas tatuagens nos ombros, claves de sol e de fá. Quando o marido voltou e ela foi fazer seu prato, a menina ficou no colo, ganhando comida na boca, e suco.
Ele era só sorrisos para sua filha, de cabelos curtinhos e ruivos, roupinha pequenina de criança. Quando a mulher voltou, lhe deu um beijo. Percebí que alí tinha paz, harmonia, mas acima de tudo tinha um amor enorme.
Foi tão bom ver aquela cena, imaginei como se eu pudesse viver aquilo também.
Casar com o meu amor, e continuar amando-o. Poder ter uma filha, e levá-la comigo para todos os lugares. Poder viver a experiência de ser mãe, criá-la junto com o meu amor, e sermos muito, muito felizes.
Eu me imaginei feliz daquela maneira e foi ótimo. Eu ví que aquele casal se ama.
Me senti feliz por amar um homem maravilhoso e por ser correspondida da mesma forma, por viver um relacionamento feliz e estável.
E eu imagino o meu futuro assim, feliz e amando, demais!
Sweet (L)

sábado, 9 de outubro de 2010

Hipocrisia

Hipocrisia? Você é hipócrita?
Definição de hipocrisia: Manifestação de fingidas virtudes, sentimentos bons, devoção religiosa, compaixão etc.; fingimento, falsidade.

Em ano de eleição é muito fácil um candidato acusar o outro para levar vantagem sobre o eleitorado, e assim, conquistar mais votos.
O eleitorado, por sua vez, acredita em tudo, absolutamente tudo que ouve.
Declarações da ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff causaram polêmica pois deram a entender que ela é a favor do aborto e do casamento homossexual. E é óbvio que 98% da população brasileira é contra essas questões, e acha que elegendo Dilma, fará com que essas questões sejam aprovadas. ERRADO. Quem faz as leis são os deputados federais, e essas ficarão muuuito tempo em tramitação para quem sabe um dia serem aprovadas. O que no caso do Brasil, nesses casos, é impossível.
O eleitor, com seu cabresto invisível, tem como opção então, votar em José Serra, que apoia a bancada evangélica (conquistando 90% da população teísta do Brasil), mas também apoia a parte LGBT da sociedade -pronto, já era esses 90%. Será?
Agora eu me pergunto: um governante NÃO DEVE apoiar o segmento LGBT e teísta da sociedade? Porque então ele é tachado de hipócrita? Por conta de rivalidades entre movimentos?
Marina Silva deixava clara sua posição de evangélica e contra o casamento LGBT, mas era quem tinha as propostas mais claras para o governo na minha opinião. Pois ela não deixa a sua religião afetar o seu governo tanto assim. Ninguém 'não deixa' 100%.
Agora, o fato do movimento LGBT ter raivinha das religiões porque essas condenam a homossexualidade, e das religiões terem raivinha dos homossexuais, pelo fato de serem o que são é simplismente ridículo, pois os dois movimentos lutam pela liberdade de direitos, sendo que na verdade, não tem respeito pela diferença do outro.
Não existe só um movimento de luta, mas existe apenas uma lista de Direitos Humanos. E essa deve ser respeitada por todos, principalmente pelos governantes, garantindo assim aos cidadãos, menos rixas, menos rivalidades e mais igualdade entre todos.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Recado Incansável



Sweet Jai.
Ah, eu sinto sua falta tanto, todos os dias, como na música. E é tão bom mesmo saber que me ama, e te amar é tão bom !
Você me traz tanta felicidade, e eu espero mesmo que possa estar fazendo você feliz também. Eu te amo e quero continuar me dedicando a ti sempre, em detalhes, mesmo por vezes longe, por enquanto, podendo alegrar seu dia com mensagens, com fotos, com lembranças.
Quero estar sempre na sua memória, no seu desejo, para quando chegar a hora, se torne emocionante o reencontro, como sempre!
Também mostro meu agradecimento por tudo, pelo carinho, pela atenção, preocupação, dedicação e infinita paciência.
Eu amo seu sorriso, amo seu cabelo, amo suas pernas. Eu amo suas mãos, e suas unhas. Eu amo cada parte sua, que me fascina, que me mostra o quanto eu sou feliz.
Eu te amo porque te fazer feliz é meu objetivo, porque te amar me faz feliz, porque te esperar é minha rotina. E isso agora é a minha vida.
Eu amo você.

sábado, 2 de outubro de 2010

Hihi




Me deixas louca.

Quando caminho pela rua lado a lado com você
Me deixas louca
quando escuto o som alegre do teu riso
Que me dá tanta alegria, me deixas louca
Me deixas louca quando vejo mais um dia
Pouco a pouco entardecer
E chega a hora de ir pro quarto escutar
As coisas lindas que começas a dizer
Me deixas louca
Quando me pedes por favor que nossa lâmpada se apague
Me deixas louca
Quando transmites o calor de tuas mãos
Pro meu corpo que te espera
Me deixas louca
E quando sinto que teus braços se cruzaram em minhas
costas
Desaparecem as palavras, outros sons enchem o espaço
Você me abraça, a noite passa
me deixas louca
Sinto os teus braços se cruzando em minhas costas
Desaparecem as palavras, outros sons enchem o espaço
Você me abraça, a noite passa
e me deixas louca


-Elis Regina

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Conversa de bar.

Estavam numa mesa de bar tomando cerveja Lacan, Freud, Adler Jung e Melanie Klein...
Depois de umas 20 cervejas Lacan perguntou:
- Senhores, o que fazemos aqui?? Qual o Desejo que está por trás de nossas conversas??
Freud, o mais velho da turma saltou na frente:
- Bom caro Lacan, somos todos homens maduros, ja temos todos nossas energias libidinais sublimadas, então é muito natural que queiramos nos entreter com alguma conversa psicológica ou filosófica...
Adler não se conteve... Bebericou um gole de cerveja e disparou:
-Não, caro Freud... Estamos aqui num jogo de poder, estamos a discutir para provarmos quem sabe e pode mais...
Jung deu uma longa baforada no seu cachimbo e disse:
-Para mim, esta é uma situação arquetípica, presente em nosso inconsciente coletivo e vivida durante muitas gerações por nossos ancestrais...
Melanie Klein, arrumou o cabelo e falou:
-Senhores, posso dar minha opinião??
Freud com um sorriso irônico debochou:
-Pode falar, ser castrado...
Melanie Klein deu uma rabanada e lascou:
-Reparem como Freud mama gostosamente no seu charuto-chupeta... Reparem como Lacan lambe os beiços ao bebericar no seu copo-têta de cerveja...
Reparem como Adler está inclinado sobre a mesa numa posição tipicamente esquizo-paranóide...
Nisto aparece um ratão branco correndo e se enredilha entre as pernas de Jung...
... Atrás vem Skinner correndo e gritando:
-Peguem este rato... Peguem este rato...
Freud o o saúda dizendo:
-Como está caro Skinner??
Skinner sempre sério retruca:
-O que fazem??
Lacan explica:
Conversamos sobre nosso Desejo... O que tem a nos dizer sobre isto??
Skinner não titubeou e respondeu:
-O que estão bebendo??
-Cerveja - respondeu Lacan...
-Que marca?? - retrucou Skinner
-Antartica...
-Vocês precisam conhecer a Nova Schin...
Todos da mesa espantados perguntaram espantados:
-Por que estimado, Skinner??
Skinner deu um sorriso sarcástico e sentenciou:
-É o que falta a todos vocês... Experimento!!! Experimento!!! Experimento!!!


/texto surrupiado da comunidade do Orkut da 8ª Turma de Psicologia da Uniararas.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

(R) feelings



Estou com medo de meus sentimentos em relação a tudo isso.
Quando saí do E-JOVEM e ví que preciso dar atenção a minha vida, e não apenas a coisas (R), percebi que isso me deu uma revolta horrível.
Talvez por ter saído de uma maneira abrupta, tenha ficado ressentimentos.
Ví como o movimento é agora, e de certa forma, não gosto. Prefiro me afastar, mas não consigo. Então o ataco. Se tornou algo ruim para mim, pensar em coisas LGBT, ter contato com coisas (R), etc.
É confuso... E eu não gosto, afinal, tudo isso fez parte de uma fase incrível da minha vida.

Muitas vezes prefiro não pensar nisso. Mas o passado não some de uma dia pro outro, e o movimento vai ganhando cada dia mais visibilidade, enchendo a mídia de coisas (R) o tempo inteiro.
As vezes tenho vontade de deletar todos os meus contatos, jogar fora os cadernos, flyers, bandeiras e pulseiras. Como se nunca tivesse existido.

Talvez não valha a pena, e eu deva continuar apoiando o movimento de alguma forma, não como antes, porque eu sei que não conseguirei, mas eu sei que faz parte de mim. Não posso desisitir assim. Mas é horrível.

Não quero ter que manter relações com (R), não quero ter que lidar com esse passado. É uma ferida enorme que ficou.
Eu não sei mesmo como lidar com isso. Quero simplismente esquecer, como se nunca tivesse existido.
Será?

sábado, 11 de setembro de 2010

Fórum de Orkut

Em uma comunidade de Religião, estávamos debatendo se o HOMOSSEXUALISMO era errado, na visão religiosa/atéia.

Lá fui eu deixar minha opinião.

DF.:''Não vou entrar na discussão, mas só para corrigir, não é correto escrever HOMOSSEXUALISMO, pois o sufixo ISMO significa patologia, e em 1° de janeiro de 1993, a Organização Mundial da Saúde retirou a homossexualidade de sua lista de doenças mentais, assim como o Conselho Federal de Psicologia proíbe os profissionais de tratarem a homossexualidade como tal (Resolução CFP Nº 01/99).''

R.: Foda-se. E a DF tem razão.

Reclamaram porque o R. tinha dito um palavrão e que não era correto isso no debate e coisa e tal. Entrei na defesa:

DF.:''Até concordo que o palavrão saiu meio mal e tal, mas eu saio na defesa.

O que o R, quis dizer : DANE-SE se o cara é gay ou não, se a mulher pega uma travesti, ou se ele resolveu se montar a noite. Simplismente DANE-SE, a cultura hoje em dia (incluindo o próprio movimento LGBT) ADORA dar notícias como ''fulano se assumiu'', siclana se casou'', sinceramente, isso não muda em nada a minha vida U_U

Então simplismente não tem propósito ficar discutindo calorosamente se é errado ou não.
Da mesma forma que religiosos condenam os ateus, eu, como atéia, não ligo nem um pouco se vc tem ou não religião, nem qual seja, isso não vai fazer eu gostar menos ou mais de você. Mas a sociedade adoooora discutiro que é errado ou não, na tal da droga da normatividade 'cristã-hétero-machista-branca' e outras mimimi insuportáveis ¬¬'''

W. entra na discussão comentando que era necessário sim esses debates para podermos sempre aprender com nossas difenreças.
Respondi:

DF.:''Sim sim, claro, entendo e aprovo sua opinião.
Mas como já convivo no meio LGBT a algum tempo, e dentro do próprio movimento existe o debate Religião x Homossexualidade, se torna simplismente irritante, você querer debater com uma pessoa, quando na verdade não é um debate, é um querendo provar que o outro está correto.
Tipo um ping-pong interminável.
''Eu estou certo por causa disso, aceite.''
''não, eu estou certo, aceite você''
É simplismente ridículo.''



Recado para fanáticos religiosos e para o MovimentoLGBT que se faz cada vez mais fútil.


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Presente Adiantado


Para Rebecca

Te vejo e sinto paz.
É uma imagem bela.
Não enxergo erros, não enxergo dor, nem culpa.
Sinto curiosidade em saber,
Como está, precisa de algo?
Sentimento esquisito de proteção
Para que permaneça imaculada
Da hipocrisia, dos olhares inquisidores.
É fáci sentir pena e sorrir.
Mas não é isso que está aqui.
É a vontade de te abraçar
E de te ver sempre sorrindo assim.
Permanecerei longe, é melhor.
Mas fiquem bem.

domingo, 22 de agosto de 2010

#Dicas

*Coisas que não se deve dizer ao cônjuge

- Eu já lhe disse isso.
- Você não gosta de nada que eu faço.
- Se você não gosta, vá embora.
- Aquilo foi uma estupidez.
- Você só pensa em si mesmo(a).
- Se você me amasse de verdade, faria o que eu peço.
- Você não passa de uma criançinha.
- Uma reviravolta até que seria bom.
- Eu não consigo entender você!

*Coisas que se deve dizer ao cônjuge

- Você é maravilhoso(a).
- O que você fez foi muito bom!
- Você está deslumbrante hoje!
- Você é meu(minha) melhor amigo(a)!
- Como quis ter você ao meu lado hoje!
- É bom acordar ao seu lado.
- Você é o meu amor.
- Do que você gosta? Posso te ajudar?
- Sinto muito, o erro foi meu.
- Eu sempre posso contar com você.
- Obrigado por ser meu(minha) companheiro(a)!
- Você faz com que eu me sinta bem.
- Eu confio em você.
- Eu não me completo sem você.



#Retirado de ''Histórias para o Coração''. Texto de Steve Stephens

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Acho que estou perdendo a fé na humanidade.




-Eu só queria saber se duas pessoas podem ficar juntas para sempre.
-Você fala de um casal?
-É, como duas pessaos apaixonadas. Preciso saber que é possível duas pessoa ficarem juntas e felizes para sempre.
-Bom, não é fácil sem dúvida. Na minha opinião, o melhor que pode fazer é encontrar uma pessoa que a ame exatamente do jeito que você é. Bem humorada, mau humorada, feia, bonita, atraente, seja o que for. A pessoa certa vai achar que o sol irradia do seus olhos. Com essa pessoa vale a pena você ficar.
-É..Acho que encontrei essa pessoa.


_Juno.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Como cuidar de uma mulher...

Palavras de homem:
O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está à fêmea da espécie humana. Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação,
mas na verdade acredito que é ela quem me mantém.
Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'SALVEM AS MULHERES!'.
Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:

Habitat

Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher,
o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.

Alimentação correta

Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo' no café da manhã as mantém viçosas e
perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.

Flores

Também fazem parte de seu cardápio - mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.

Respeite a natureza

Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.

Não impeça a sua vaidade
É da natureza da mulher hidratar os cabelos, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apóie.

Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, agüente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher,
mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe,
ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.

Não faça sombra sobre ela

Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.
Aceite. Mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar.

O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Aos meus sogros.



Esse é um texto que se refere a nossa principal diferença. Não sei se isso são coisas que gostariam de ouvir, mas de alguma forma, precisam ser ditas. A idéia desse texto surgiu a alguns meses atrás, quando comecei a perceber toda a diferença de crenças que a familia de vocês possui da minha, e como isso pode afetar a forma das pessoas conviverem.
Minha família é Espírita. Eu fui ensinada dentro dos preceitos de Allan Kardec, indo a centros, tomando passe, e assistindo palestras. Fui crescendo acreditando em reencarnação, em espíritos e em outros planos.
Porém, quando a pessoa cresce, ela vai tomando conhecimento de outras religiões, outras filosofias de vida, e formas de ser. Assim, estudando o Catolicismo, o Evangelismo, o Budismo e o próprio Espiritismo, acabo por estar aqui, dizendo que sou ateia. Não compactuo com nenhuma crença religiosa, acredito no evolucionismo, porém, como sabem, luto pelos Direitos Humanos, e respeito todas as religiões.
Não acredito em sobrenatural, em forças superiores, em nada além do que possa ser provado, tocado, sentido realmente de alguma forma. Não espíritos e energias da natureza.
Não pretendo soar falsa, nem ofensiva, mas peço que vejam que eu compreendo que vocês tenham suas crenças, criaram seus filhos dessa forma, mas essa não é a minha realidade.
Agradeço por sempre me receberem bem, me tratarem com carinho, como parte da familia. Embora eu não seja católica, não frequente a Igreja, não vá as missas, eu amo seu filho do jeito que ele é, indo a Igreja, indo as missas e rezando. Seria muito hipócrita se quisesse impor minha vontade, afinal, ele foi criado nas leis da Igreja Católica. Estamos aprendendo juntos a lidar com essa diferença, isso nunca impediu nada, afinal, é apenas um detalhe.
Peço desculpas se eu já disse ou fiz algo ofensivo a vocês de alguma forma, que desrespeitasse os dogmas e regras da crença de vocês. Ainda preciso aprender, mas agora na prática.
Acho que essa é uma diferença que pode vir a ser 'inexistente' se soubermos como lidar com ela. Afinal, procuro sempre lidar da melhor forma possivel em relação a isso.
Com carinho.
Amanda.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Vamos.





Vamos combinar pelo MSN de novo. Duas semanas antes. Faremos calendários, contaremos os dias. Irei te buscar no portão, pularei em seus braços, longo beijo. Vamos para a Vergueiro, namorar, gravaremos vídeos, tiraremos fotos. Andaremos a Paulista a noite, celebrando o nosso amor sob as entrelas, mostrando pra cidade que nada alí é mais importante. Nós. Dormiremos juntinhos, sem fazer barulho, vamos nos descobrir. Aquecendo o amor, aumentando a intimidade.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Círculo do amor.



Não consigo esquecer. O momento que colocou a aliança em minha mão. Julho;2009. Posso lembrá-lo sempre, já era tão sua, mas depois disso eu tinha certeza que poderia ser sua, que iríamos ser nós por uma vida. Não consigo esquecer. Quando gritamos um com o outro, quando nos ofendemos. Quando a noite, o círculo do amor saiu de seu lugar, voltou para ti. Admito, nunca me senti tão vazia. Meu coração rachou, sangrou sangrou, e eu chorei, por longos minutos, era como se não nos pertencessemos. Agora ele está de volta a seu lugar. Precisamos voltar no tempo, lembrar do começo, e seguir adiante juntos, melhorados. Não vamos nos esquecer.

domingo, 25 de julho de 2010

Me perdoa?

O urso que machuca muito os outros, ficou impotente, não sabia o que fazer. Ficou com raiva, ficou triste. Se enrodilhou, deitou a cabeça na almofada. Grawr. Uma lágrima quente escorreu. Pensava que era culpado, que era errado. Mas merecia os carinhos, merecia os afagos. Mas não podia, não podia exigi-los. Mais uma lágrima escorreu, se enrodilhou mais. Apareceu você. Limpou a lágrima, deu afagos, e abraçou o ursinho. Mas prosseguia a rotina, o tempo corre, e a vida exige. O ursinho seguirá com você. Aprenderão juntos, como sempre.

sábado, 3 de julho de 2010

Comportamento

O comportamento humano dito normal é apenas uma questão de consenso; ou seja, se muita gente pensa que uma coisa está certa, esta coisa passa a estar certa.

Existem coisas que são governadas pelo bom-senso humano: colocar os botões na frente da camisa é uma questão lógica, já que ficaria muito difícil abotoá-los de lado, e impossível abotoá-los se estivessem nas costas.

Cada ser humano é único, com suas próprias qualidades, instintos, formas de prazer, busca da aventura. Mas a sociedade termina impondo uma maneira coletiva de agir – e as pessoas não param para perguntar o porquê. Apenas aceitam.

É grave querer ser igual, porque isso é forçar a natureza, é ir contra as leis de Deus – que, em todos os bosques e florestas do mundo, não criou uma só folha igual a outra.


Paulo Coelho

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Dash Nº1

Não sei o que significa Dash.
Pra mim é amigo. (desculpe pessoa nerd que conheçe o sigtnificado okok)
Pra mim ele é isso, uma hora grande, com tantas expectativas me criando.
Me recebeu primeiro. Nº1.
E depois, um cara que eu troquei duas palavras.
Mas me deu um sorriso, cabelos lindos de viver, e uma palavra tímida, como ''prazer em te conhecer''
É um super prazer estar te conhecendo, poder contar contigo de alguma forma.
Tolinho.
Acredite quando digo que gosto de você,é sério.
Acredite, acredito em você.
Te gosto.


E queria te ver sem calças.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Definição e Opinião.

DEFINIÇÃO

A pedofilia, atualmente, é definida simultaneamente como doença, distúrbio psicológico e desvio sexual (ou parafilia) pela Organização Mundial de Saúde. Caracteriza-se pela atração sexual de adultos ou adolescentes por crianças. O simples desejo sexual, independente da realização do ato sexual , já caracteriza a pedofilia. Não é preciso, portanto que ocorram relações sexuais para haver pedofilia.O fato de ser considerada um transtorno, não reduz a necessidade de campanhas de esclarecimento visando a proteção de nossas crianças e adolescentes e nem tira a responsabilidade do pedófilo pela transgressão das barreiras geracionais.


OPINIÃO


Sendo doença, ou não, pedófilos são pessoas extremamente ruins. Tem consciência de sua patologia, e fazem o que fazem. Abusar de um menor vulnerável, que não tem como se defender, e na maioria das vezes não sabe nem o certo e errado da vida, não tem opinião própria, é ato de pessoas completamente sem coração, desprovidas de espirito. Uma criança que sofre uma violência dessa geralmente fica com traumas para a vida toda. Pedófilos, por vezes sendo pessoa de confiança, induzem a criança a não contar nada a ninguém, assim levando a situção por muito tempo. As consequências são sentimentos de culpa, baixa auto-estima, entre outros.
Faça mais algum mal, juro, conheçerá a fera que há dentro de mim.

Grawr.

obs/nunca sofri pedofilia.

Agorafobia

O que é?
A agorafobia é o comportamento de evitação provocados por lugares ou situações onde o escape seria difícil ou embaraçoso caso se tenha uma crise de pânico ou algum mal estar.
Características
A relação entre a agorafobia e o pânico é muito próxima. As crises de pânico são bastante desagradáveis, mas não afetam o ritmo de vida como a agorafobia faz: torna os pacientes dependentes de outras pessoas para sair de casa e fazer as coisas mais elementares como comprar um pão na padaria. A agorafobia pode impedir o paciente de ir ao trabalho, ao médico, de ajudar quem dele precisa. Pode até impedir o paciente de comparecer a ocasiões especiais como o casamento do próprio filho. A agorafobia pode tanto se manifestar de forma específica ou generalizada como sair de casa. Os lugares específicos mais freqüentemente atingidos pela a agorafobia são os túneis, passarelas, pontes, avenidas largas ou rodovias; pode se manifestar pelo medo de multidões como nos shopping centers, restaurantes, filas, cinemas, teatros, elevadores. A limitação eventual incomoda pouco, mas quando atinge locais essenciais como ônibus, carros, metrô ou trens a vida do paciente fica bem mais comprometida. Toda essa dificuldade sempre é superada pela companhia de alguém: às vezes basta uma criança como companhia para o agorafóbico sentir-se tranqüilo. Por causa da necessidade de companhia, a agorafobia interfere na dinâmica da família. Há pacientes que não toleram ficar sozinhos em casa, precisando ou exigindo a presença de alguém. Este tipo de problema provoca irritação nos parentes que quando não conhecem o problema passam a hostilizar ou ridicularizar o paciente que sofre com sua ansiedade e com a incompreensão. Quando o tratamento não é feito ou não é conhecido, o paciente realmente depende da presença de outras pessoas, e surge com isso um sentimento de culpa por estar interferindo na vida dos outros e ao mesmo tempo uma inconformidade com essa situação incontrolável é incompreensível para o próprio paciente. A impossibilidade de solucionar o problema leva o paciente a pensar em suicídio e a desenvolver um quadro depressivo.
Tratamento
A agorafobia é um transtorno resistente às medicações: ou ela remite espontaneamente ao longo do tempo, paralelamente ao tratamento dos transtornos relacionados com o pânico como a depressão, ou ela permanece. A terapia cognitiva comportamental é a única técnica eficaz conhecida para tratar a agorafobia.

domingo, 23 de maio de 2010

Doçura

Sinto falta dessa minha toca. Tão particular, mas tão exposta.
Minhas situações são tantas, são tantos sentimentos na cachola, e eu não sei como expressar tudo isso.
Sinto que preciso externar todas essas emoções de uma forma saudável, e quero fazê-lo aqui, dividindo com vocês, meus humildes leitores, tudo isso; a agonia e felicidade de uma pessoa, que tantas vezes se transforma em fera.
Uma fera, que machuca, que magoa, mas que ama com todas as forças, que tem certezas, que nunca abandona.
As vezes perde seu rumo, mas sempre volta, porque tem proteção.
Peço desculpas a quem lê essas palavras tão sinceras, mas eu não posso ficar escrevendo minhas mazelas, como uma pessoa que só reclama da vida. Preciso fazer as coisas do jeito certo.
Estou aprendendo a ver o lado bom das coisas, a tornar as coisas melhores.
Rugidos.


DF.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Cleptomania.

O que é: A Cleptomania caracteriza-se pela recorrência de impulsos para roubar objetos que são desnecessários para o uso pessoal ou sem valor monetário. Esses impulsos são mais fortes do que a capacidade de controle da pessoa, quando a idéia de roubar não é acompanhada do ato de roubar não se pode fazer o diagnóstico.
Como é o paciente com cleptomania?Aparentemente o cleptomaníaco é completamente normal não há um traço identificável fora do descontrole em si mesmo, ou seja, não é possível identificar o cleptomaníaco antes dele adquirir objetos. Após o roubo o paciente reconhece o erro de seu gesto, não consegue entender porque fez nem porque não conseguiu evitar, fica envergonhado e esconde isso de todos. Essas características se assemelham muito ao transtorno obsessivo compulsivo, por isso está sendo estudada como uma possível variante desse transtorno.
Qual o curso dessa patologia? A cleptomania geralmente começa no fim da adolescência e continua por vários anos, é considerada atualmente uma doença crônica e seu curso ao longo da vida é desconhecido, ou seja, não se sabe se ocorre remissão espontânea. Geralmente a cleptomania é identificada nas mulheres em torno dos 35 anos e nos homens em torno dos 50.
Tratamento Nâo há tratamento eficaz até o momento aceito, tentativas estão sendo feitas com terapia orientada ao insight nos EUA, terapia cognitivo comportamental e medicações, apenas com resultados parciais, algumas pessoas melhoram outras não. Também não se tem certeza se a melhora observada foi devido à atenção dada ou se foi pelo tratamento especificamente.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Fotografia;




Para Fabrício Leal

Fotografo porque me traz paz. Porque posso mostrar pra mim e pra todos o mais lindo do mundo. Posso mostrar os detalhes, deixar registrados cenas memoráveis, capturar a beleza das coisas mais simples.
Fotografo pra mostrar pra mim o quanto eu sou feliz, rodeada de coisas, de pessoas bonitas.
Para guardar sempre as coisas boas da vida, a melhor parte do que vivo, do que vivemos, juntos.
O essencial.

Fotografo o invisível aos olhos.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Com carinho; Sinceridade


Para a Família Silveira



Preciso cada dia mais dizer o quanto gosto de vocês. O tempo corre, preciso aproveitá-lo. Sintam-se abraçados, sintam-se amados, sinto que cada dia vocês são parte da minha família, vocês são parte de mim, você são com certeza, essencias para minha vida .
Vocês são, como assim (?), um exemplo. Que orgulho!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Anjos

As pessaos que passam nas nossas vidas e marcam, porventura somem. Mudança, relacionamento, família, algo acontece, mas algumas pessoas especiais com quem convivemos passam e depois desapareçem, e muitas vezes sofremos, saudades, falta...
As pessos que realmente marcam, voltam. Ficam. Se ausentam, mas permaneçem. Estão em volta nos olhando, para quando houver um próximo enconto poder haver algo como uma primeira vez novamente.
São como anjos, e quando nem percebemos, estão de volta, cruzando conosco na rua, em um aceno, um sorriso e trazem de volta todas aquelas lembranças de momentos incríveis, e dá aquela vontade gostosa de ter tudo aquilo de novo.
É tão bom, tão bom ter um novo recomeço!



Para Thaís Alexandre, Caroline Xavier, Ricardo Chapola, Joel Cavalcante e todos os anjos;

terça-feira, 6 de abril de 2010

Pra onde vai?

Para Ricardo Chapola


Eram apenas bons pressentimentos. Poltrona 08, tanto tempo alí vazia na demora de todos entrarem, ao meu lado, uma incógnita. Semre espero alguém que marque, porque a viagem é longa. Na hora das malas irem para o seu lugar, sabia que alí estava alguém que ia se ocupar de palavras comigo. Ou pelo menos ansiava muito por isso.
Seu olhar fixo como uma certeza de que estivesse lendo minha mente marcou mais que todo o meu dia até ali. Depois de minutos de espera, entrou e tão calmamente tomou seu lugar ao meu lado. Eu tinha uma certeza sem tamanho, nem deu pra ficar surpresa.
Sua música estourda, suas preferências e as tensas circunstancias de aproximação me trouxeram você, e não tenho como, nem o porque explicar, mas é tão bom o que guardei de ti!
E agora? Talvez não vá ter um fim mesmo...

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Escreviarte

Para Ricardo Chapola

Escrever. Do dicionário, redigir, compor, rabiscar. Colocar as idéias no papel, em forma de prosa, poesia, narração ou dissertação, escrever muitas vezes torna-se um vício, uma paixão, uma devoção, e nos tornamos tão submissos a essa arte de organizar as idéias, as vezes tão confusas, em algo belo, importante, fazendo com que todas as nossas palavras tenham valor.
Escreviarte. Do coração, um mundo de possibilidades, lugar da imaginação e das sensações, a vontade e paz de espírito após o exercício, e onde melhor podemos nos encontrar.
Onde a única lei que existe é a nossa vontade, e onde o lápis brinca toda vez que toca o papel...

quarta-feira, 31 de março de 2010

Pombo Correio

Ô moço.

Escute bem esse lamento. Sei que sabe bem de onde vem. É um recado do coração.

Tenho certeza que nenhuma outra mulher nesse mundo te ama mais do que ela. Ela te ama tanto que tem medo de te perder, tem medo de ficar longe de ti! Volta, não fique assim tanto tempo longe! Ela quer lhe dar seu amor e quer teu abraço, teu beijo, teu carinho!
Compreenda moço, ela sente sua falta! Ela te quer pertinho, ficar enlaçada em seus braços.
Quer pedir desculpas;

Ô moço. Não seja cruel em suas palavras. Quem ama normalmente faz besteira mesmo. Ô vai dizer que o senhor nunca fez besteira? Vamo moço, o senhor volta e ela vai tá lá, pra te fazer muito feliz, pra te dar muitos abraços, e lembrar que a vida é boa!

Eu vim de longe, e posso não entender muito não, mas eu sei como são as coisa do coração!

terça-feira, 30 de março de 2010

Sem mais.




Dedicado a Lohren Beauty e Deco Ribeiro


Parte 1

Estava tudo pronto. A roupa passada, a sandália separada. Queria se sentir uma rainha, a mais linda e poderosa de todas as drag's que ia encontrar. Se vestiu como se nada fosse mais importante, passou a maquiagem no rosto com alguma dor, e calçou a sandália com cansaço. Como se prevesse que por mais bonita que ficasse, nada ia mudar. Na rodoviária, com seus amigos, foi pela última vez, em direção a felicidade que nunca mais seria sua.

Parte 2

De alguma forma tudo estava diferente. De seus amigos, agora os sentia tão distantes, ao grupo, via que tudo aquilo era o que mais queria mas não possuia mais. Daquela forma, de um jeito ou de outro, estava errado mesmo. Não era o que sempre viveu, durante um ano, e sabia que alí não era mais o seu lugar.


Parte 3


Com dores, e com o coração na mão, voltava, não queria mais nada, queria apenas chorar, esquecer. Em casa, alguns comprimidos, lágrimas, lágrimas e jovens arco íris saindo, bailando, brilhando e colorindo seu sono. Sem mais voltar.

Parte 4

No dia seguinte mancou o dia inteiro de dor nos pés, do salto alto que teve coragem de usar o dia anterior inteiro. Precisava mostrar para todos que sua beleza era maior que sua tristeza, mas não conseguira. Todos viram que estava abatida. E pensando, agora em casa, ela vira o quanto aprendera, o quanto crescera, e o quanto era feliz por ter conquistado tantos amigos alí. Agradecia tanto! Aquilo tudo, levaria para a vida inteira, mas jamais seria uma experiência eterna.
O amor e dedicação a que ela se deu ao grupo foi algo que só ela sabe e entende, mas agora ela vê que precisa continuar,feliz, ativista, mas de outras formas, conhecendo outras pessoas, e crescendo cada vez mais como pessoa.


DudibilisWoodabolis;

segunda-feira, 22 de março de 2010

Confusão

Sinto injustiça ao dizer a ela que 'prefiro lá do que aqui, que esse lugar me faz sentir raiva e dor e que não sou feliz aqui'. Sinto dor ao pensar que apenas lá sou plena, e não consigo viver sem certas coisas. Sinto angústia ao pensar que isso é uma ingratidão. Ela diz que tudo que eu faço é errado, que preciso fazer mais, e me falta a gratidão, o carinho, e a união.
Sinto falta das perguntas de como foi o dia e de como estou. Pois só ouço ordens.
Pode sim ser injusto de minha parte, mas eu sinto assim, e me sinto mal por pensar que não quero mais ficar aqui, quero lá, quero a paz das pessoas que lá me recebem com carinho, me enchem de perguntas, me fazem sentir a mais querida das pessoas, me fazem sentir parte da família.
Eu sou parte de lá, de alguma forma. E daqui também, mas aqui está doendo tanto, todos os dias, a mesma coisa, os mesmo gritos e ansias, e nada de novo, nenhum sorriso, nem interação. É cada uma na sua e só abrimos a boca pelas cachorras, ou pelo xixi delas. Isso aqui está se perdendo, e eu temo.
Ela disse para eu voltar a relidade e parar de pensar nisso, e sinceramente, percebi que ela não entende. Lá também é minha realidade, é a minha parte mais linda e incrível dos meus dias.
Aqui é uma rotina da minha realidade.
E a outra disse para eu então mudar minha escola para lá, ir morar lá. Como uma dependente financeira de todos os problemas. Não entendem realmente.
Eu quero voltar, eu preciso voltar, me sinto só, sem doçura, nem ferocidade, e sem nem um estoque de lágrimas, ele se esvaiu todo, e eu preciso de emoções, preciso de algo bom para viver !
Por favor, a fera está machucada.

Saudade

''Diz-lhe numa prece, que ele regresse
Porque eu não posso mais sofrer
Chega de saudade a realidade é que sem ele
Não há paz, não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim, não sai de mim, não sai...''

(Chega de Saudade - Tom Jobim & Vinicius De Moraes)

A saudade...Só me conformo com a despedida pois tenho a certeza absoluta que dentro de alguns dias estarei contigo de novo. Mas embora tanto tempo depois da primeira viagem, nunca me acostumei e tenho certeza que nunca me acostumarei a ela, que vai me sugando inteira a partir do momento que entro no ônibus e as lágrimas correm pela minha face. E passa-se uma semana e parece vários meses, e três semanas, e é quase um ano pra mim, e com alguma dificuldade de comunicação, os sorrisos vão aparecendo de volta, as lágrimas cessam, e quando vemos, dentro de uma semana estaremos juntos de novo! Nada, nada me faz mais feliz no mundo do que a ansiedade gostosa do dia de ir te ver, de novo, sentindo todo o turbilhão de sentimentos de novo, fazendo aquele friozinho na barriga subir até a garganta!
E o beijo, o abraço, o mundo parando e todos os sons diminuindo, e só existe eu e você, apenas nós, o nosso abraço e mais nada...
Saudade...

Mudanças assim.

Se eu mudei de uma forma masculina para outra feminina, tenho certeza que não foi por causa de sexualidade. Sim, comecei a namorar e me tornei 'mulherzinha'. Mas meu namorado me amava da maneira que eu me vestia, e agora que mudei o estilo ele continua a me amar. Creio que pode soar meio estúpido, mas eu amava minha maneira de me vestir, adorava vestir camisas e calças largas e a transição não foi fácil, tinha ódio por cor de rosa e saias e vestido. Acho que pode ser algo relacionado a minha maturidade, ao meu crescimento. Quando comecei a me vestir de forma mais feminina, me sentia a própria travesti. Senti que aquilo não podia ser eu, eu queria de novo meus tênis e casacos.Mas quando você começa a receber elogios, a ver que pode ser bonita de várias formas, você gosta, se acostuma. Eu gosto, me sinto muito bem, sexy, bonita. Também me sentia bonita nas roupas masculinas. Me caiam bem de certa forma. Essas cor de rosa me caem diferente. E eu gosto muito também. Mas acho que o jeitinho menino nunca sairá de dentro de mim.

Beatriz x3


E quando ouvi ela chamando por mim, meu coração saiu do compasso, sua risada ao entrar em casa, me fez abrir um sorriso como nenhum outro. Sentia saudades, sentia vontade de abraçá-la inteira, de dar beijinhos, de ficar agarrada ao seu pequeno corpo ligeiro, que grita por leite e desenho. Grita pelas pessoas que quer, e corre, chacoalhando seus lindos cachinhos.
Falando embolado, ele já diz tudo o que quer dizer, já teima nas coisas e pede tudo o que precisa.
Pessoinha mais linda, que desenha seu mundo de um jeito tão particular, de todas as formas e jeitos, a todos os momentos se expressando, no grito, no choro, na risada, na dança.
No balbulciar de uma palavra as vezes ininteligível, contando suas aventuras mais lindas, ela me cativou, me tornou sua, completamente apaixonada, eu não sei mais viver sem sua voz e sua confirmação quando a pergunto se me ama.

Escrevivendo 2

Mamãe estava mal. Sentia muitas dores e fulvos, então decidimos levá-la ao hospital. Entramos eu e ela na jarete, a vizinha foi dirigindo, e empoucos gipsios, estavamos no pronto socorro.
Lá, depois de vários barbonos, tomando remédios na veia, deitada na caterva, disseram que ela estava com infecção de urina!
Saímos de lá de madrugada.
No dia seguinte não fui a escola, e fiquei durindo a tarde inteira. Seis horas em um hospital acabam com qualquer um!!


Amanda Brusi, Escrevivendo 2, 17/03/2010

caterva = grupo de arruaçeiros/ladrões
durindana = espada muito grande, de Orlando Furioso
jarrete = a dobra do joelho
fulvo = pessoa de cabelos loiros
barbono = barba grande e espessa
gipsio = feito de gesso

De qualquer forma

Sabe mãe, você pode dizer pra sempre o quanto eu te deixo brava, nervosa. O quanto eu fui idiota ou fui errada. Mas você jamais vai poder dizer nada sobre a minha tristeza, porque é algo que não dá pra medir. Nós vivemos tristes. Nós convivemos bem, de alguma forma, mas vivemos tristes, cada uma na sua. E você não pode falar sobre a minha tristeza, infinita.

terça-feira, 16 de março de 2010

Sensações



Te querer em cada momento
Sonhar com teus beijos
Sentir teu cheiro
Ouvir tua voz doce, dizendo que ama, que me quer.
Sentir o toque da tua pele
Teu jeito criança
Teu jeito menina,
Teu jeito mulher
Teu gosto em minha boca
Tuas mãos percorrendo meu corpo.
Me desejando.
Me apertando.
Me acabando.
Te amo.

por Jailton Lima da Silveira.

(L)

Café da manhã;

Família é algo sagrado. Pessoas que tem no sangue, um pouco de nós. O amor por esses me faz os querer bem, unidos, em paz, embora o destino seja traiçoeiro, e algumas vezes, apesar do enorme amor, me faz aparar arestas que muitas vezes prefiro não tocar. O amor supera barreiras, e com a ajudado tempo, sei que tudo pode melhorar. Mas no presente a dor machuca, a desunião quer se meter. E penso que não tem jeito, que será sempre assim. Quando percebo que família pode ser muito mais do que pessoas do seu sangue, mas também todas aquelas que te fazem bem e estão ao seu lado nos momentos difíceis, agradeço por esse momento, a todos vocês, por com suas presenças e palavras, fazerem tudo para mim ficar certo. Como num súbito de admiração, eu agradeço por tudo, por todo o tempo, carinho e respeito. Família é algo de importância maior para mim, e eu sou tão feliz de ter vocês na minha!

*Texto pensado para o café da manhã, dia 20/03/2010 Aas -SP

'-'

Eu não quero fazer nada, eu só quero chorar, porque a saudade me prendeu e não quer me largar.
Alguém por favor, faz ela me soltar?

segunda-feira, 15 de março de 2010

Prevista

SP-AAS , duas horas e meia de viagem, passagem inesperada, companhia prevista, sono, música, livros, note, blogs, escritas, palavras, palavras e mais palavras!
Nada melhor!
Dois dias depois. O resultado (:

(...)
Ricardo: Amanda é seu nome, certo?
Dudibilis; : Amanda Brusi, muito prazer.
Ricardo: Ricardo Chapola, enchanté
Ricardo: =)


Eu digo que Araras é incrível. Olha no que dá. :D


#recomendo www.daprosaapoesia.blogspot.com

PS: NUNCA RELACIONEM DÚDAH A EDUARDA OU MARIA EDUARDA ;

Apenas mais um de amor

E a partir do momento que eu te dou o 'último' beijo e entro no ônibus, e fico alí, olhando você ir embora, perdendo-te de vista, as lágrimas rolando com uma facilidade assutadora, a saudade começa a roer, a possuir.
Cada célula do meu corpo, vai sendo tomada por um sentimento confuso, de tristeza e de agonia, de ter que deixar toda a paz embora, mas ao mesmo tempo uma felicidade imensa de ter vivido tudo aquilo com você, com todos vocês.
E eu penso que a vida é algo maravilhoso, pois eu sei que embora eu esteja sendo percorrida por um sentimento que me faz ficar com o rosto inchado de tanto chorar, eu sei que logo algumas semanas se passarão e eu vou chorar, chorar de alegria de poder pular em seus braços novamente, poder te abraçar, te sentir comigo de novo!
E a paz voltará, e eu sairei da rotina, e tudo será certo novamente.
Por apenas mais uns dias.
Alguns dias mais, nos seus braços. Paz.
Amor.

terça-feira, 2 de março de 2010

Sorriso



Ria como uma criança.
Seu sorriso lindo me traz um misto de sensações:
Alegia, prazer.
Orgulho.
Paz.
Te ver rindo me dava novamente a certeza do quanto eu sou feliz.
E alí, não teria chance para os problemas.
Ouvir seu riso e depois vê-lo sorrindo para mim
Fez borboletas dançarem no meu peito,
Me fez ver todas as estrelas do universo no mesmo sorriso.
Hipnotiza, balança.
Acalma.
VOcê, como sempre.

(In)Constante


Meu pai tem um tom de pele de cor linda, escura. Rugas fundas do lado dos olhos e uma pinta pequena no lóbulo da orelha esquerda. Tem olhos bonitos, mãos fortes e unhas perfeitamente bem feitas.
Ele sempre comenta o quanto eu estou alta, ou creci, ou talvez, a minha beleza.
Meu pai rí de um jeito muito bonito; Eu reparo isso, embora poucas vezes ele olhe para mim de frente.
Ele sempre fala de sua familia, das pessoas lá do Chile, aquelas que eu gostaria muito de conhecer.
Fala muito sobre sua saúde.
E diz como gasta muito dinheiro.
Não pretendo entender isso como dicas, mas tanto faz.
Eu ainda acho que a cor de sua pele é linda.

Ele não me apresentou a minha irmã.
Ocorreu um erro neste gadget

A TOCA;

Criação do Layout por
Fabricio Leal
leal_fabricio18@hotmail.com