domingo, 23 de maio de 2010

Doçura

Sinto falta dessa minha toca. Tão particular, mas tão exposta.
Minhas situações são tantas, são tantos sentimentos na cachola, e eu não sei como expressar tudo isso.
Sinto que preciso externar todas essas emoções de uma forma saudável, e quero fazê-lo aqui, dividindo com vocês, meus humildes leitores, tudo isso; a agonia e felicidade de uma pessoa, que tantas vezes se transforma em fera.
Uma fera, que machuca, que magoa, mas que ama com todas as forças, que tem certezas, que nunca abandona.
As vezes perde seu rumo, mas sempre volta, porque tem proteção.
Peço desculpas a quem lê essas palavras tão sinceras, mas eu não posso ficar escrevendo minhas mazelas, como uma pessoa que só reclama da vida. Preciso fazer as coisas do jeito certo.
Estou aprendendo a ver o lado bom das coisas, a tornar as coisas melhores.
Rugidos.


DF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

A TOCA;

Criação do Layout por
Fabricio Leal
leal_fabricio18@hotmail.com