segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Pois é.

Acreditar é mais fácil do que pensar. Daí existem muito mais crentes do que pensadores.
Bruce Calvert

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Por nada.

Eu amo você mesmo.

SILVEIRA, J. L. (Homo) sexualidade: percepções de adolescentes gays. Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Psicologia, Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS, 2010.


ORGULHO IMENSO!

“Quando eu penso em alguém só penso em você...” ♫

De novo.

Se eu casar eu vou ter que ser batizada, me 'tornarei católica', portanto, não pretendo me batizar.
Mas ele precisa casar na igreja, e eu para me csar na igreja, preciso me batizar.
Ou seja, não nos casaremos.

Sabe qual é o grande problema nisso tudo?

Eu não consigo viver sem ele e sua fé, exatamente do jeito que ele é.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Violência Sexual

É importante saber que existem distinções entre as categorias de violência sexual: abuso e exploração. As causas, a manifestação, as possibilidades de intervenção, a legislação e as formas de atendimento se diferenciam nos dois casos.

ABUSO SEXUAL: Situação em que o adulto submete a criança ou adolescente, com ou sem consentimento, a atos ou jogos sexuais, com a finalidade de se estimular ou de se satisfazer, impondo-se pela força física, ameaça ou pela sedução, com palavras ou com ofertas e presentes.

O abuso, violência e a exploração sexual de meninos(as) e adolescentes são crimes enquadrados penalmente como corrupção de menores e atentado violento ao pudor - quando o agressor usa violência física ou faz grave ameaça.

EXPLORAÇÃO SEXUAL: É o ato ou jogo sexual em que a criança ou o adolescente é utilizado para fins comerciais por meio de relação sexual, atos libidinosos, indução à participação em shows eróticos, fotografias, filmes pornográficos, prostituição e imagens na Internet.

TURISMO SEXUAL: É a exploração sexual de crianças e adolescentes por turistas, em geral procedentes de países desenvolvidos, ou do próprio país. A exploração sexual envolve a cumplicidade, por ação direta ou omissão, de agências de viagens, guias turísticos, hotéis, bares e lanchonetes, barracas de praia, taxistas, prostíbulos, casas de massagens, além da tradicional cafetinagem.

Muitas vítimas integram as "atrações" dos pacotes turísticos e alguns hotéis oferecem meninas para esse fim. O trabalho da polícia revela que, ao contrário do que se pensava, o turista não constitui a maioria dos clientes, e sim, os próprios brasileiros.

TRÁFICO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: De acordo com o Código Penal Brasileiro, o tráfico é a promoção da entrada, no território nacional, de mulher que neste venha a exercer a prostituição, ou a saída de mulher uq evá exercê-la no estrangeiro, sendo a vítima maior de 14 e menor de 18 anos (Art. 231).

No Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o tráfico se caracteriza pela saída da criança da cidade onde reside desacompanhada dos pais ou responsável, sem expressa autorização judicial ou a saída de crianças e adolescentes para fora do território nacional sem prévia autorização judicial (ECA Art. 83,84,85).

PORNOGRAFIA INFANTIL: Consiste na exposição sexual de imagens de crianças e adolescentes, incluindo fotografias de sexo explícito, negativos de foto, projeções, filmes, vídeos e discos de computadores.

Autoridades norte-americanas acreditam que o mercado mundial da pornografia infantil movimenta, por ano, de US$ 2 bilhões a US$ 3 bilhões, ou seja, a Internet é só mais um meio de espalhar o material pornográfico.

A pornografia infantil é considerada exploração sexual, e de acordo com o texto da lei, quem produzir ou dirigir representação teatral, televisiva ou película cinematográfica, utilizando-se de criança ou adolescente em cena de sexo explícito ou pornográfica fica na cadeia por no mínimo quatro anos, além de pagar multa.

Quem contracenar, fotografar ou publicar alguma cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente também é punido com quatro anos de prisão.A pessoa que comete o crime de pornografia infantil não é necessariamente um pedófilo, pode ser um abusador casual.

Já a pedofilia é um comportamento psicopatológico de caráter sexual, ou seja, o indivíduo tem uma doença cujo sintoma é a preferência sexual por crianças. Não se detecta a patologia até que ela se manifeste, que pode ser como estupro, atentado violento ao pudor, sedução, corrupção de menores e exploração sexual.

AGRESSORES: Existem distinções entre as categorias de agressores sexuais. O perfil de quem pratica o Abuso é diferente de quem comete a Exloração Sexual, mas nos dois casos, eles são considerados criminosos.

ABUSADOR: O abuso sexual da criança e predominantemente praticado por adultos do sexo masculino. Esses agressores podem ser encontrados em todos os níveis sócio econômicos, religiosos e étnicos. São pessoas geralmente bem relacionadas e bem vistas em seus ambientes sociais e estimadas pelas crianças e pelos adolescentes.

O perfil do abusador sexual é pouco definido, mas sabe-se que em 90% dos casos a criança é abusada por alguém que ela conhece, e na maioria das vezes, a criança fica calada, com medo da represália do adulto. Dados da ABRAPIA apontam que o abuso intrafamiliar corresponde a 52% dos casos, e o criminoso costuma ser, em ordem, o pai biológico, o padrasto, tios, avôs e irmãos.

A maioria dos casos é descoberta por outro indivíduo adulto, que fica sem saber como lidar com a situação, enquanto as crianças sofrem pelo resto de suas vidas, com dificuldades sexuais ou emocionais.

Juridicamente, é considerado abuso desde o voyeurismo, carícias inadequadas até atos sexuais, em outras palavras, estupro. A lei 8.072, de 1990, caracterizou o estupro e o atentado violento ao pudor como crimes gravíssimos (hediondos), onde o criminoso não têm direito a fiança, indulto ou diminuição de pena por bom comportamento.

EXPLORADOR SEXUAL: Geralmente é alguém que visa o lucro financeiro, vendendo o sexo ou as imagens das vítimas. Além de ser considerado comerciante ilegal, pode ser também agressor sexual - circunstancial ou pedófilo - ou mesmo sociopata.

É a prostituição de crianças e adolescentes, onde todos envolvidos são exploradores, até o cliente, intermediários, ou facilitadores. E mais: as meninas exploradas comercialmente são excluídas dos valores sociais e culturais, por isso não são prostitutas, mas prostituídas.

A UNICEF estima que cerca de 500 mil brasileiras, entre 7 e 14 anos, estão prostituídas. Elas têm origem pobre e são levadas por adultos a vender o corpo como forma de sobrevivência.

Muitas vezes, os próprios pais são omissos, pois o que as meninas ganham complementa a renda familiar. A situação às vezes chega a ser deplorável, como casos registrados em Rondônia, de crianças que se prostituíam por um sorvete, ou uma cocada.O agenciamento de crianças ocorre em vários Estados, e às vezes as meninas são traficadas como mercadoria para outros países.

-----------------------------------

A sexualidade é parte de todo ser humano, independente da idade. Crianças da mesma faixa etária apresentam comportamentos e hábitos sexuais parecidos, e para desenvolvê-los de forma saudável, é preciso seguir etapas.

A criança tem esse direito, e o adulto tem o dever de assegurá-lo.Quando a criança vivencia ou conhece atividades sexuais inadequadas para sua idade, seu desenvolvimento pode tornar-se problemático. A situação torna-se mais grave quando o desenvolvimento de uma criança é interrompido por atos de violência, sedução ou coerção.

A agressão contra crianças e adolescentes tem vários nomes. Pode ser agressão física ou verbal. Ou então negligência, que é quando o responsável se nega a fornecer à criança itens básicos para sua sobrevivência, como comida, casa ou educação.

Ainda há a violência sexual, que se manifesta nas formas de exploração sexual comercial (ou prostituição infantil), abuso sexual, pornografia e pedofilia.

Estatísticas sobre abuso infantil são difíceis de conseguir, e muitas vezes imprecisas. A maior parte desses crimes não chega ao conhecimento das autoridades, pois sendo a vítima uma criança, ela tem pouca ou nenhuma capacidade de resistência.

Segundo o Laboratório de Estudos da Criança (LACRI), da Universidade de São Paulo, apenas 2% dos casos ocorridos dentro das famílias são denunciados à polícia.

Uma pesquisa feita por entidades que trabalham em parceria com o Ministério da Justiça mostra que a cada oito minutos uma criança brasileira é vítima de abuso sexual, isso totaliza 60 mil crianças por ano, sendo que 80% das vítimas são meninas entre 2 e 10 anos.

Cito novamente que o perfil do criminoso não é preciso, ele pode ser tanto um agressor sexual circunstancial, um sociopata ou pedófilo. Cada agressor pode executar um ou mais crimes de uma vez, já que exploração sexual comercial é diferente de abuso, que por sua vez, não é a mesma coisa que pedofilia.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Como enlouquecer um fotógrafo


1- Convide
Convide-o para o seu aniversário e diga para ele “aproveitar” e levar a câmera para fazer umas fotinhos da galera. Amigo que fotografa bem, sem a câmera é meio amigo, então aproveite a amizade. Só assim você poderá ter fotos incríveis sem precisar contratar ninguém. Caso ele não possa ir em seu aniversário peça a câmera emprestada, afinal ele é seu amigo ou não é?

2- Reprove
Depois dele tirar uma foto sua numa festa, peça para ver a foto dele e reprove umas 15 vezes dizendo: “Ah, eu estou feia, tira outra?”, “Ah não gosto desse ângulo, tira outra?”, “Ah, fiquei gorda, tira outra?”, “Ah meu, saí com uma espinha!!, tira outra?”… reprovando as fotos ele pode ficar ali a noite toda fazendo um book só seu!
Outra dica é dirigí-lo e ensiná-lo. Diga para ele “não é assim, é assado” e mande-o fazer o ângulo que você quer, afinal não tem nada demais limitar a criatividade dele.

3- Elogie
Depois de ver uma foto sensacional que só um bom fotógrafo pode fazer, diga a ele que A CÂMERA é demais, que hoje em dia as câmeras tem uma super tecnologia e uma super lente. Nunca elogie o olhar dele. Sempre repita: “Essa câmera é foda”, afinal essas câmeras já fazem tudo!

4- Desconcentre-o
Quando ele estiver trabalhando e tentando clicar aquele momento, puxe papo com ele, ou então fique entrando bem na frente, a todo momento.

5- Peça um favor
Seu amigo acabou de trocar a câmera profissional e ele precisa treinar com a nova. Então chegou a hora de realizar as fotos do Book dos seus sonhos! Pronto, é hora de pedir aquele “favor” e fazer as fotos “di grátis” sem precisar contratar ninguém.

6- Peça as fotos!
Em uma festa que ele esteja fotografando, interrompa-o e peça pra ele te mandar as fotos em que você saiu. Caso ele seja gentil e lhe peça um papel com endereço de e-mail, diga que não tem como anotar, então peça para ele mesmo anotar o seu e-mail. Lembre também que você PRECISA atualizar o seu orkut e facebook.
Se ele demorar um dia para mandar, cobre uma, duas, três vezes até vencê-lo pelo cansaço.

7- Créditos
Caso ele tenha feito as fotos pra você ou lhe mandou gentilmente as fotos depois daquele evento, nem precisa se preocupar com os créditos. Dar créditos só por causa da troca de um favor? Fala sério!. E ainda, se ele mandar as fotos com o crédito na foto, apague. Fica feio o nome de uma pessoa numa foto que você vai colocar no orkut.

8- Copie
Use a foto dele (você pode copiar do Flickr!) para fazer aquele catálogo ou banner da sua empresa, afinal dificilmente ele vai descobrir que a sua loja, conhecida somente na região será vista por ele.

9- Desvalorize
Quando você pedir um orçamento de um Job e ele cobrar o preço que eles normalmente cobram, diga a ele que está caro, que seu sobrinho também tem “câmera digital” e poderia fazer até de graça. Diga ainda que hoje é muito mais fácil, é só clicar e baixar as fotos, que não tem custo algum. Afinal de contas não é como antigamente, em que o fotógrafo tinha que gastar para ampliar e revelar o filme. Hoje é tudo digital, não custa nada. Sem falar que este job pode servir de “portfólio” para ele!

10- Faça pose
Quando estiver naquele ambiente descontraído seja o único a fazer pose, sem ele pedir, olhe e fique sorrindo para a câmera. E para ajudar, saia em todas as fotos que puder. Se ele for fotografar uma só pessoa, entre na foto! se for só um casal de namorados, entre na foto! se for só a turma do ano passado da faculdade, não a sua, não faz mal, entre na foto!!!. O importante é sair em todas!

11- Critique
É engraçado, tem fotógrafo que gosta de fotografar mesmo nas horas de diversão. Neste caso, quando ver um amigo fotografando num churrasco ou numa festa por vontade própria, diga pra ele largar a câmera, que ele parece japonês!
Quando ele estiver pirando naquelas posições contorcionistas só para pegar um detalhe besta daquela gota de orvalho numa folha, fala pra ele: “Para de ficar se matando aí, vem tirar uma foto da gente”!
Aliás, esta é uma boa hora para aproveitar que ele está no lazer e pedir pra ele tirar fotos daquele seu vaso de plantas, do seu cachorro, do seu carro, do seu filho… Pô, já que tá com a câmera não custa aproveitar e tirar umas fotos pra você, né? (não esquece de pedir para ele te mandar no dia seguinte)

12- Pegue na câmera
Assim que ele tirar uma foto sua, puxe a câmera para ver como ficou a foto, como aqueles entrevistados que costumam pegar no microfone do repórter, manja?
Ou então se o fotógrafo te pedir para você tirar uma foto com a câmera dele, você pode fazer duas coisas que vai deixá-lo loco: Use aquela sua mão que está cheia de gordura da coxa do frango que você acabou de comer colocando o dedo preferencialmente na lente.
Outra dica é nunca usar a alça que evita a queda acidental do equipamento. Caso ele peça para você colocar a alça, diga que não precisa, que você é cuidadoso (a).

Seguindo esses passos você só não irá levá-lo a beira de um ataque de nervos se ele for um Buda.


Texto do ''http://magelstudio.com.br/2009/12/22/como-enlouquecer-um-fotografo/''

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

não é TPM

mas eu tô cansade, de tanto fazer trabalho e só pensar nisso.
tô triste com a porra da minha psicóloga, e por brigar.
tô carente do meu namorado, vai fazer 1 mês que não nos vemos, e sei que ele tá super ocupado e não pode ficar de fricofrico.
mas eu tô triste mesmo.
tô cheia de ver os mesmo programas de TV a noite, lavar a louça e discutir com a minha irmã.
odeio rotina.
quero um assunto, quero algo agitado, quero comentar.
cansei de entrar na net, não tem um cristão no MSN, só ficar no Orkut/twitter.
tô cansada de ler coisas sobre a Dilma e coisas (R).
alguém por favor, me dá uma palavra boa de ânimo?

PS: esse post será apagado quando eu achar necessário e não estou ligando para a sua opinião, o blog é meu e eu posto que eu bem entender.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Dalva.

Quem disse que nora odeia sogra e vice versa? Hunf!
Hoje é o dia dela e eu sinto que tenho a obrigação de lhe passar, pelos meios possíveis, uma mensagem, de alegria, de agradecimento, e de felicidades :D
Sogrinha linda, hoje você completa mais um ano de vida, eba \o/
Como a senhora irá perceber neste, sou péssima em escrever mensagem de aniversário, mas espero mesmo que goste.
Sabe mesmo o quanto eu a considero uma pessoa especial e importante, o quanto a admiro por sua força e garra, e sei que mereçe todos os méritos por sua luta.
Agradeço por sempre me receber em sua casa como parte da familia e me tratar com tanto carinho, sempre me ensinando algo diferente em cada viagem.
Apesar das adversidades, sei que a senhora sempre arranja um motivo para poder seguir em frente e de cabeça erguida.
Fico orgulhosa de poder estar aqui lhe escrevendo isso, pois me sinto próxima da senhora de tantas formas que se não o fizesse, me daria uma bronca U_U

Espero que siga sempre assim, forte, linda, com muita felicidade e saúde, que é o que interessa.
Amo muito a senhora, muito muito, quando for praí, levo um presentinho :*
Beijos da sua nora urbana/
Amanda.
Ocorreu um erro neste gadget

A TOCA;

Criação do Layout por
Fabricio Leal
leal_fabricio18@hotmail.com