terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Vamos todos reclamar.



E é isso, muitas polêmicas, bastante gente com tempo livre para ficar com a bunda sentada em frente ao computador, e reclamar.
Vamos todos, falar do BBB, da super-grávida que mantém uma suposta barriga falsa, de um pobre cachorro assassinado no chute, dos estudantres da USP todos baderneiros e malucos, de como a polícia realmente deveria limpar a Cracolândia no cassetete, e claro, de como a música do Michel Teló é chata.
Vamos reclamar das leis que estão sendo aprovadas (ou não), que obrigam crianças a ler a Bíblia em escolas, das besteiras que o Papa fala, da falta de remédios na rede pública, e do governo que não faz nada. Só rouba nosso dinheiro.
Vamos reclamar bastante, porque faz bem. Faz bem e só atrai coisas boas.
A alguns anos atrás, não tinha Facebook pras pessoas reclamares. Ficarem compartilhando links, e entrando em diálogos infindáveis sobre coisas inúteis. Elas iam pra rua. Gritavam e apanham, mas iam pra linha de frente, e exigiam que as coisas mudassem. E conseguiram, e graças a elas, hoje nós temos os nossos direitos.

Eu reclamo. E você também.
Mas vamos reclamar sendo capazes de nos colocarmos no meio da rua, e respondermos com lógica e fundamento sobre a nossa luta, e o façamos com paixão e convicção.
Porque senão, podemos nos tornar apenas mais papagaios que repetem o que ouvem por aí, sem o mínimo de conhecimento para ter dicernimento sobre um assunto. E assim, como ficarão as leis, os direitos, e o conhecimento da próxima geração?
...

4 comentários:

  1. vc faz alguma coisa, amanda? vc vai pra rua? vc participa de movimentos sociais? se sim, poste por favor, faça um post chamando seus amigos e amigas. se não você está reclamando de quem reclam. SÓ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Sei disso. E sim, eu participo de movimentos socias, eu vou pra rua, em conferências, plenárias e marchas. A mudança ocorre aos poucos. Ninguém muda o mundo. Ninguém. Como eu dise, eu também reclamo. Mas eu não fico só parada na frente do computador. E você Leila, vai pra rua?

      Excluir
  2. Uahahaha, morri de rir com esse comentário da Leila. Enfim, Amandinha, vc sabe né: formemos cidadãos a-críticos e que reivindicam seus direitos na net, no conforto de suas casas. Pra que correr riscos se eu posso "mudar" o mundo virtualmente. Nté

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

A TOCA;

Criação do Layout por
Fabricio Leal
leal_fabricio18@hotmail.com