quinta-feira, 10 de setembro de 2009

presente dele;


FOGO PLUSTER

No escuro, na noite silenciosa
Enquanto os boemios se divertem...
Dois corpos juntos, aquecendo-se
Abraço.
As mãos que exploram
A geografia do teu corpo
Lugares certos, lugares errados
Pressões, movimentos,
suave.
O susto, o fogo - apaga?
Os beijos, os lábios unidos
A respiração - ofegante.
Os corpos explorando.
As mordidas.
Arrepios que percorrem os corpos.
Os afagos;
Abrir caminhos, acelar o peito.
'Me abraça me aperta, me prende em tuas pernas,
me prende me força, me roda me encanta,
me enfeita num beijo (8)
Três horas;
Quinze minutos;
Dez segudos.
Edificações provisórias.
A vergonha.
O desejo.

O aroma de fogo.
Fogopluster, com voce.
Mara de bom.

Jailton Silveira, 10/09/09, http://historiadecontingencias.blogspot.com/
Te amo meu principe (L)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

A TOCA;

Criação do Layout por
Fabricio Leal
leal_fabricio18@hotmail.com