segunda-feira, 22 de março de 2010

Beatriz x3


E quando ouvi ela chamando por mim, meu coração saiu do compasso, sua risada ao entrar em casa, me fez abrir um sorriso como nenhum outro. Sentia saudades, sentia vontade de abraçá-la inteira, de dar beijinhos, de ficar agarrada ao seu pequeno corpo ligeiro, que grita por leite e desenho. Grita pelas pessoas que quer, e corre, chacoalhando seus lindos cachinhos.
Falando embolado, ele já diz tudo o que quer dizer, já teima nas coisas e pede tudo o que precisa.
Pessoinha mais linda, que desenha seu mundo de um jeito tão particular, de todas as formas e jeitos, a todos os momentos se expressando, no grito, no choro, na risada, na dança.
No balbulciar de uma palavra as vezes ininteligível, contando suas aventuras mais lindas, ela me cativou, me tornou sua, completamente apaixonada, eu não sei mais viver sem sua voz e sua confirmação quando a pergunto se me ama.

Um comentário:

  1. sabia que ela te chamou de tia Amanda

    rsrs, vou incentiva-la a fazer mais X

    bjos

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

A TOCA;

Criação do Layout por
Fabricio Leal
leal_fabricio18@hotmail.com